Edital

horarios-natal-2017-2018

jornalAgora2017-10-13pag07-2

 

CHAPA INSCRITA PARA A ELEIÇÃO DO SINDICOM – QUADRIÊNIO 2018-2022

Diretoria Executiva
Presidente: Rolemberg Macedo dos Santos
Vice presidente: Antônio Carlos Lemos Santana
Secretário: José Adauto dos Santos Vieira
Tesoureiro: Eduardo Oliveira Carqueija
Dir. Sindical: Eduardo Oliveira Carqueija Junior

Conselho Fiscal
Jorge Antônio Braga
Edilton Leite Medeiros
Waldeck Caricchio

Suplentes do Conselho Fiscal
Taiza Moitinho Souza Lima
André Luiz de Aquino Nogueira
Newton Isozaki

Suplentes de Diretoria
Edinaldo Cabral Velanes Junior
Celso Rosa
Paulo Roberto de A. costa
Mariene dos Santos Dórea
Edilson Neves Xavier

32º CONGRESO NACIONAL DOS SINDICATOS PATRONAIS DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇO E TURISMO

Postado em Notícias

OTIMISMO MARCA ABERTURA DO 32º CNSP

imagem-1


O Sindicom Itabuna esteve representado pelos seus diretores Eduardo Carqueija (presidente) e José Aboboreira (executivo) na cidade de Blumenau-SC sede do 32º Congresso Nacional dos Sindicatos Patronais do Comércio de Bens, Serviço e Turismo que teve como tema " O SINDICALISMO NA ERA DA INOVAÇÃO".

Abertura oficial, na noite de 25 de maio, contou com mensagens de otimismo pela classe empresarial.

"O Comércio viabiliza a vida em sociedade", afirmou o Ex. presidente do Sindilojas de Fortaleza (CE) Alberto Farias Patrono do Evento.

" O setor vai continuar vivo, gerando inúmeros empregos. Somos imbatíveis porque somos absolutamente necessários", afirmou.

Napoleão Bernardes, prefeito de Blumenau, destacou que os lideres sindicais do comércio, bem como os empresários do setor, carregam o DNA do cooperativismo, do empreendedorismo e do associativismo " Empreender e se associar são propulsores da economia do país".

Bruno Breithaup, presidente da Fecomércio-Sc, enfatizou a necessidade de se combater a crise econômica com ações e otimismo.

"Os senhores tem papel fundamental neste processo , cooperando, debatendo temas de interesse do setor e da sociedade e buscando soluções. Este evento é mais uma oportunidade para dar voz aos nossos Líderes Sindicais".

Houve uma homenagem aos Empresários Colares, ex-presidente do Sindilojas de Belém e vice-presidente da Fecomércio-Pa. Falecido em 19 de fevereiro, aos 85 anos. A cerimonia foi encerrada com show Coral Velhos Camaradas, com destaque para cultura alemã.

REUNIÃO DE EXECUTIVOS

imagem-2


A programação técnica denominado de Lair Montenegro abriu os trabalhos da 32ª CNSP, oportunidade em que foram apresentados vários trabalhos pelos sindicatos participantes.

Os trabalhos inscritos trouxeram aos participantes reflexões sobre experiências profissionais ou resultados de pesquisas no Sindicalismo Patronal.

O coordenador do painel foi Luiz Bravo, do Sindilojas Rio de Janeiro. Os trabalhos apresentados trouxeram como destaques importantes ações para o fortalecimento de atuação dos sindicatos.

Sindilojas de Goiás mostrou como foi realizada a Campanha Natal de Campinas. Considerado um verdadeiro shopping a céu aberto.

Karin Souza do Sindilojas de Porto Alegre apresentou o trabalho feito pela instituição para abertura do comércio da cidade nos feriados. O impacto foi bastante positivo.

-A iniciativa trouxe mais opções para o consumidor e rendeu maior retorno em impostos para o governo, ao mesmo tempo conseguindo ampliar a mídia gratuita por conta da atividade nos feriados.


REUNIÃO DOS ASSESSORES DE COMUNICAÇÃO E MARKETING

imagem-3


Tendo a coordenação de Karin Souza do Sindiloja de Porto Alegre, mostrou que estratégias inteligentes são hoje fundamentais para reforçar a atuação das entidades sindicais no país.

Simone Rockenbach Kamphorst , Sindilojas Vale do Taquari apresentou a campanha Atitudes Vencedoras que, através de pesquisas junto ao público dos Municípios de sua base de atuação, identificou preferências e visão do consumidor em relação aos estabelecimentos comerciais.

Silvana Fonseca e Marcelo Nogueira do Sindilojas Goiás apresentaram o projeto que criou o programa de rádio momento sindilojas. Veiculado aos sábados, entre 09h e 10h, e também acessado pela internet, o programa de debate de forma simples e descomplicada, com temas relacionados ao comércio.

Apresentação que teve grande repercussão foi a do Sindilojas Jovem (Caxias do Sul), mostrando a campanha contra o Comércio Ilegal. Franciele Zambelli, explicou que a campanha visa conscientizar o consumidor, mostrando os prejuízos dessa pratica.

-Conseguimos unir as entidades, e mostrar como a pratica existe é prejudicial, tanto para o lojista como para quem adquire o produto ilegal. Precisamos que as pessoas se sensibilizem com isso.

Rodrigo Silva do Sindilojas Gravataí, apresentou s ousada campanha da instituição para promover palestras e cursos, com forte utilização das mídias sociais e comunicação visual de impacto.

Por fim, Iesser lauar do Sindicomércio de Teofilo Otoni (BH) apresentou a iniciativa da instituição em oferecer uma bandeira de cartão de crédito próprio.

- Tem sido uma oportunidade para o fortalecimento de marcar o aumento de receita. No momento em que a gente entrou com Player, consegue baixar as taxas determinadas pelas operadoras que dominam o mercado.

PAINEIS

imagem-4

O Governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, saudou os congressistas e falou de sua preocupação com a crise econômica do País e mostrou números e dados que fazem o diferencial catarinense em relação aos demais estados da Federação.

Disse que Santa Catarina tem a menor taxa de desemprego do País, apesar do cenário preocupante do primeiro semestre. Citou a reforma da Previdência Estadual, e negociação para redução dos juros da divida com a União.

Defendeu uma reforma politica e econômica para o enfrentamento da crise e lembrou que o tempo é escasso para realização de qualquer mudança estrutural, como a das regras Previdenciárias, dizendo que o Congresso precisa votar esses temas o mais rápido possível

MINISTRO BUZZI PEDE A AJUDA DOS LIDERES PATRONAIS PARA ALAVANCAR A MEDIAÇÃO E A CONCILIAÇÃO.

Buzzi explicou como funciona a mediação, resolvendo de maneira mais adequada e célere as questões cíveis de menor complexidade e de pequeno valor-desafogando, assim, o judiciário sem prejuízo para a cidadania e pediu aos Congressistas que a conciliação e a mediação sejam empregadas nas empresas e sindicatos.

VIDA SEM A ÉTICA

Palestra proferida pelo Professor e Historiador Leandro Karnal que deu uma bela chacoalhada nas certezas e na consciência dos Congressistas.

Assim como é possível incorporar os princípios éticos, é sempre válidos tornamos parte do dia-a-dia. Karnal entende que o preço a pagar por uma vida sem ética é alto. É preciso mentir muito, e ter uma grande memória para sustentar as mentiras. Quem trai o marido ou a esposa, por exemplo, precisará sempre ter cuidados com os menores detalhes. E flertar com a possibilidade de ser desmascarado, até mesmo com os alertas de um aplicativo de mensagens do celular.

Por último o palestrante lembra que o maior desafio e deixar de encarar a ética como uma obrigação relativa, exigindo a ética absoluta para os outros, especialmente para a classe politica, e não ter consigo próprio o mesmo nível de exigência.

A ARTE DE VIVER A MUDANÇA

A palestrante Dulce Magalhães mostrou nossa dificuldade para mudar. Estamos de certa forma preso dentro dos modelos do mundo, e das lentes que temos para enxergar a realidade.

Dulce propôs aos que usavam óculos na plateia: emprestem aos que não usam. Com isso, mostrou que cada um enxerga de uma maneira.

Todos enxergamos a realidade a partes de nossas crenças. A gente acha que é assim, acha que é desse jeito. E não vê que a mudança é possível – destacou.

MOMENTO ECONÔMICO NO BRASIL

O Brasil pode achar o caminho da retomada, diz o economista Carlos Thadeu de Freitas, chefe da Divisão Econômica da CNC.

Thadeu elogiou o plano econômico do governo Temer, que considerou bom em termos gerais. Ex-diretor do Banco Central, o economista vê com preocupação o crescimento da dívida pública que pode chegar a um patamar insustentável.

No curto prazo, é fundamental que o dinheiro volte a circular na economia brasileira, o que deixou de acontecer com a crise. O desemprego tem jogado contra, bem como a restrição ao crédito mas a balança comercial e a situação cambial também estão a favor, pois o Brasil é hoje um País barato para investimento.

- A reforma Previdenciária é oportuna e vai ajudar o País – afirmou

NEGOCIAÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

Osmani Teixeira- Presidente do Conselho de Relações do Trabalho da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), falando para os congressistas sobre os caminhos e os grandes desafios para negociação coletiva de trabalho.

O tema é caro aos congressistas, já que a negociação é uma das funções básicas da atuação sindical patronal.

Segundo Osmani a negociação é uma arte que não se resume à discussão de um acordo. Cada Sindicato Patronal tem suas virtudes diferenciadas.
- Adquirir a confiança dos negociadores de uma nova gestão do Sindicato Laboral é desafiador. Todos os que passam a sentar à mesa tem certeza de que os antecessores eram corrompidos pelos patrões. Então, sempre se perde grande tempo para quebrar a desconfiança – explicou.

Osmani também comentou as disputas dos Sindicatos Patronais com o Judiciário e o Ministério Público, fruto de decisões que, por vezes não se mostram adequadas nem a patrões e nem empregados.

O Brasil tem muitos protetores do trabalhador, como Ministério Público, o Judiciário e os Sindicatos Laborais. Desses são os Sindicatos que tem maior interesse e capacidade de identificar a necessidade de seus trabalhadores.

TEMATICAS

1-GESTÃO DE QUALIDADE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO
2- SHOPPING CENTER
3- RELACIONAMENTO- SINDICATO X PODER LEGISLATIVO
4- DESENVOLVIMENTO SINDICAL- SISTEMA DE EXCELENCIA EM GESTÃO SINDICAL
5- COMÉRCIO DE RUA – CASE BLUMENAU.

ENCERRAMENTO

imagem-5

O encerramento virou uma verdadeira Oktoberfest, para alegria e emoções dos 1,2 mil congressistas.

Realizado no setor 4 da Vila (Eisenbahn Biergarten) , a mini Oktoberfest teve pratos típicos, muita dança, com a apresentação da Associação Folclórica Germânica , e um desfile rápido, mas cheio de alegria e descontração reunindo vovô e vovó chopâo, clube de caça e tiro e grupos folclóricos e a Tulipwagem.

Para fechar o Show o encontro dos Velhos Camaradas, do Mannerchor Liederkranz , encantou e pôs todo o congresso para pular e cantar.
A Banda Champagne fechou a noite de muita música alemã. Uma Mini-Oktoberfest que nada ficou a dever à festa de outubro.

5 CONCEITOS DE GESTÃO QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

Postado em Notícias

Os conceitos são úteis para lidar com produtos e até com as motivações da equipe.

gestao
Muitos empreendedores acreditam que a prática vale mais do que a teoria. É verdade que, para abrir um negócio, não é preciso fazer faculdade de administração ou MBA. Mas, estes conceitos ajudam - e muito - na hora de gerenciar seu negócio.

Para Ruy Soares de Barros, consultor do Sebrae-SP, os novos negócios precisam entender conceitos básicos de gestão para conseguir inovar e ter sucesso. "Um dos grandes desafios que o empreendedor enfrenta é a gestão", diz Barros. O especialista participou do primeiro painel da 11ª edição do Congresso da Micro e Pequena Indústria. Veja cinco conceitos e ferramentas que vão te ajudar a gerenciar seu negócio:

1. Balanced Scorecard

Apresentada pelos professores de Harvard, Robert S. Kaplan e David P. Norton, a metodologia ajuda a empresa a alcançar os resultados desejados. "A partir dela, é possível aprender um pouco mais sobre a gestão do empreendimento e promover o seu crescimento", afirma Barros. O Balanced Scorecard fornece vetores que ajudam na estratégia para que o empreendimento se desenvolva.

2. As Cinco Forças de Porter

Esse modelo é o responsável por ajudar o empreendedor na análise de seus concorrentes. "É com ele que você consegue identificar as ameaças à empresa. Descobre formas de como trabalhar com isso e sabe como essas medidas podem afetar o seu negócio", diz.

Desenvolvido por Michael Porter na década de 1970, analisa a competitividade dentro e fora do setor no qual a empresa está inserida. As cinco forças abaixo são rivalidade entre concorrentes, ameaça de novos concorrentes, poder de barganha dos compradores, poder de barganha dos fornecedores e ameaça de produtos.

3. Pirâmide de Maslow

Proposto por Abraham Maslow, esse conceito organiza hierarquicamente quais são as necessidades que devem ser satisfeitas dentro de uma empresa. "É com a Pirâmide de Maslow que conseguimos perceber as melhores maneiras de estimular e motivar os funcionários a serem mais produtivos", diz Barros.

A base da pirâmide, que é dividida em cinco níveis, é aquela que mostra quais são as necessidades primárias. Estas são as carências fisiológicas, relacionadas ao bem-estar e saúde. As secundárias são aquelas que dizem respeito à segurança, autoestima e relações sociais. O topo da pirâmide trata das necessidades de realização pessoal.

4. Matriz BCG

Barros destaca o fato de que as matrizes são sempre esquecidas pelas empresas, mas são essenciais. "Os nossos negócios devem ser analisados por matrizes. Isso melhora seu desempenho e ajuda na gestão", afirma. No caso, a matriz BCG é um método para analisar o portfólio de produtos oferecidos e seu ciclo de venda. Com isso, o empreendedor consegue traçar uma estratégia de oferta melhor.

A matriz é composta por dois eixos: taxa de crescimento do mercado e participação do produto no mercado. Cada um deles é formado por dois setores que resultam em quatro diferentes tipos de produtos. Esses quadrantes vão determinar quais itens de uma empresa devem ser mantidos e quais deles devem ser repensados.

5. SWOT (ou FOFA)

O nome dado a essa análise é um acrônimo das palavras em inglês que significam forças, fraquezas, oportunidades e ameaças. Sua finalidade é avaliar os ambientes externos e internos de um negócio. A partir disso, são formuladas estratégias para melhorar o seu desempenho no mercado. Desenvolvida por Kenneth Andrews e Roland Christensen, a análise compila todos os dados coletados em uma matriz que facilita a visualização dos aspectos indicados pela sigla.

Fonte: http://revistapegn.globo.com/

11 PERGUNTAS QUE AJUDAM A FOCAR NO CRESCIMENTO DA SUA EMPRESA

Postado em Notícias

Conheça o quiz da Endeavor e comece a focar nos principais desafios da sua empresa.

thinkstockphotos-462087605
Empreendedores estão sempre pensando nos desafios que têm pela frente. Geralmente, a lista não é pequena, mas o maior desafio é na hora de identificar o que é prioridade. Isso pode sugar grande parte do tempo dos empreendedores e, ainda assim, não gerar os melhores resultados.

Foi pensando nisso que a Endeavor lançou, em parceria com o Sebrae, o Check-up Endeavor. O quiz foi criado para ajudar os empreendedores a identificar as principais "dores" das suas empresas e, ao final do teste, direcionar conteúdos que fazem sentido para o negócio, com base em seus desafios.

O teste é online e pode ser feito por qualquer tipo de empresa: das pequenas que ainda não têm faturamento até aquelas que já faturam milhões. Você pode responder o quiz em menos de 10 minutos.

E como ele pode ser tão rápido?

A experiência da Endeavor em avaliar negócios há mais de 15 anos contou para que as perguntas fossem simples, mas também eficazes, na hora de identificar os principais desafios dos empreendedores. O resultado sai logo após o fim do teste, junto com conteúdos que irão auxiliar a empresa.

Mas como vão conseguir enviar um resultado de acordo com meus desafios?

O teste foi inspirado em um estudo internacional sobre os ciclos de vida de uma empresa e cruza informações como faturamento e setor de atuação com as notas dadas pelo empreendedor para os desafios trazidos no questionário. Ao final, existem 32 possibilidades de resultado, que trazem uma curadoria de conteúdos indicados para todo tipo de empresas.

Isso significa que os conselhos dados não levam em consideração apenas as "dores" dos empreendedores, mas também aquilo que mais faz sentido para os tamanhos e tipos de negócio que eles possuem. Quer dizer, os resultados do quiz te ajudarão a focar no que deveria dar mais atenção para o momento da sua empresa.

Além disso, portais de negócios te dão um arsenal de listas, artigos, vídeos e cursos sobre como aumentar a performance de uma empresa, mas escolher quais ler ou assistir é um desafio por si só. Então o Check-up Endeavor, além de apontar possíveis caminhos, também é uma ótima ferramenta de curadoria. Com base nas suas respostas, vamos indicar alguns conteúdos que podem te ajudar a resolver as dores da sua empresa no momento certo.

Como funciona o passo a passo?

1. Cadastro: Você faz um cadastro rápido com informações básicas da sua empresa, como nome, faturamento, etc. Mas não se preocupe, todos os dados são mantidos sob sigilo absoluto pela Endeavor.

2. Identificação das áreas críticas da sua empresa: Nessa etapa, você responde 11 perguntas, com base em uma régua de notas (1 a 10), sobre as dores da sua empresa. Em outras palavras, você deverá responder as 11 perguntas com notas que indicam o quanto você se identifica ou não com aquela dor.

3. Conteúdos de acordo com suas dores: Com todas essas informações, nosso sistema gera, logo após o término do teste, dicas práticas – na tela e em pdf, enviado direto no email cadastrado – que te ajudam a focar no que a empresa aparenta precisar mais nesse momento, além de links para artigos, livros e vídeos sobre os temas.

Os conselhos vão desde como validar um produto, passando por criar mais produtividade na equipe, aumentar a rentabilidade operacional, até como transformar uma marca numa referência.

Para saber o que te espera, aqui vão as 11 perguntas:

1. Minha empresa tem clara qual é a necessidade do mercado e qual a estratégia para conseguir atender essa necessidade?

2. Meus os clientes aprovam o produto/serviço da minha empresa?

3. As equipes conseguem produzir, entregar e distribuir os produtos/serviços da empresa para os atuais clientes?

4. Os times da minha empresa estão crescendo de forma estruturada?

5. Consigo otimizar a produção e aumentar os lucros com a mesma eficiência que aumento as vendas?

6. As equipes não costumam enfrentar problemas de operação, como: queda em qualidade, falta de estoque etc.?

7. A equipe de gestores da empresa foca a maior parte do seu tempo em resolver problemas de médio e longo prazo?

8. Todos os funcionários trabalham com objetivos claros e metas mensuráveis acompanhadas de perto e continuamente?

9. As pessoas sabem o que as outras fazem na empresa?

10. As reuniões com gestores são apoiadas nos números da empresa e de mercado?

11. Existe um plano de carreira para as pessoas e um plano de sucessão?

5 DICAS PARA AUMENTAR A PRODUTIVIDADE NO TRABALHO

Postado em Notícias

As notificações na tela e a falta de planejamento podem ser grandes vilões da produtividade

thinkstockphotos-483858503a
Redes sociais, notícias, reuniões, relatórios. Você já deve ter sentido isso: tantas informações ao redor que falta tempo para olhar tudo e fica difícil se concentrar em apenas uma coisa por vez. Ser multitarefa pode prejudicar sua produtividade. Em geral, o profissional deixa de fazer o que precisa com a qualidade que deseja.

Se você sofre com isso, é hora de pensar em planejamento e força de vontade. "O profissional deve aceitar que quer melhorar. Não adianta nada ele falar que vai mudar, mas não se abrir para essa mudança que deve ser feita", afirma Christian Barbosa, CEO da Triad PS e especialista em administração de tempo e produtividade.

Além disso, engana-se quem pensa que produtividade significa fazer mais coisas em menos tempo. De acordo com Geronimo Thelm, idealizador da Academia da Produtividade e do Programa Profissão Coach, "ser produtivo é fazer a mesma quantidade de tarefas, mas de uma forma melhor e mais equilibrada." Pensando nisso, os especialistas deram dicas para aumentar a produtividade no trabalho:

1. Mensagens

Uma das maiores distrações que o profissional enfrenta durante o seu trabalho são as notificações de mensagens e e-mails. "Desligue todos os avisos de mensagens que você pode receber durante uma tarefa. O bom é que você só veja esses recados depois que terminou o que precisava fazer", afirma Barbosa.

Faça uma coisa de cada vez para ser mais produtivo. "O nosso cérebro só consegue fazer uma coisa de casa vez. Mesmo se você só der uma olhadinha nos e-mails, já se destraiu. Para voltar a se concentrar na tarefa anterior, vai gastar mais tempo. Uma pessoa que se planeja para ser monotarefa consegue ser de 20% a 30% mais produtiva", diz Thelm.

2. Momento

Preocupar-se demais com tarefas que não podem ser resolvidas naquele exato momento só causa desgaste. "Esse tipo de hábito é um ladrão de energia. Por isso, também não recomendo que as pessoas olhem o celular logo que acordam", diz Thelm. De acordo com o especialista, esse tipo de costume aumenta os níveis de cortisol - hormônio do estresse - e o dia já começa ruim para a produtividade.

3. Planejamento

Colocar no papel as tarefas que devem ser realizadas durante a semana facilita o planejamento do profissional. É a partir dessa lista que ele consegue determinar quais são suas prioridades. "Com essas informações no papel, é possível determinar o padrão de ações que mais funciona para você. Isso faz com que seja cada vez mais fácil se organizar para aproveitar ao máximo a produtividade", afirma Barbosa. De acordo com Thelm, "a sua lista de amanhã deve ser sua última tarefa de hoje. Se não houver um planejamento, as tarefas podem tomar conta de você e as prioridades acabam ficando de lado."

4. Saúde

Uma boa noite de sono é essencial para que o profissional acorde com disposição para dar conta de suas tarefas. Barbosa recomenda trocar os travesseiros a cada seis meses para garantir conforto durante esse momento de descanso. "A pessoa que deseja aumentar sua produtividade deve consultar um nutrólogo ou endocrinologista para saber como estão suas vitaminas. Se necessário, o profissional deve fazer uma reposição para se manter saudável", afirma.

Thelm também reforça que beber água é importante para se manter alerta para cumprir as tarefas. "A produtividade está calcada em energia. A água ajuda com isso. Sem ela, o corpo entra em um tipo de 'modo de segurança'", diz. No entanto, é necessário reforçar que nada em excesso faz bem, mesmo água.

5. Rotina

O começo do dia é determinante para a produtividade no trabalho. "O bom é separar a primeira hora do dia para si mesmo. Eu, por exemplo, costumo fazer alguma meditação ou atividade física. Às vezes, também leio um livro ou assisto algum TED", afirma Thelm. Os momentos em família ou com amigos também deve ser respeitados - mantendo o estresse longe.

Fonte: www.revistapegn.globo.com